Arquivo | fevereiro, 2011

Os números do mercado de moda no Brasil

17 fev

– O mercado de moda deve movimentar em 2011 cerca de R$ 136 bilhões no Brasil. Esta é a estimativa da ferramenta do Ibope Inteligência, o Pyxis. Incluídos neste mercado estão os artigos de vestuário, calçados e também os acessórios.

– O Brasil é o 5º maior parque têxtil do mundo.

– Atualmente, a indústria da moda brasileira reúne 30 mil empresas (formais), movimenta R$ 50 bilhões ao ano e emprega 1,7 milhão de pessoas das quais 75% são mulheres. Imagine o quanto não sobe esses números com trablahadores e empresas informais.

– É o 2º maior empregador da indústria de transformação e também o 2º maior gerador do primeiro emprego.

– Em 2010, os projetos dessa parceria geraram US$ 1,97 bilhão em vendas externas, 24,5% das exportações brasileiras desse setor

– Em 2010, todos os segmentos da economia relacionados à moda (calçados, têxteis, cosméticos e metais e pedras preciosas) apresentaram crescimento das exportações, em relação a 2009. Mais de 140 países consomem a moda brasileira, movimento que gerou US$ 8,04 bilhões para o país no último ano.

– Somos o 2º maior produtor de denim e o 3º maior produtor de malha do mundo.

– Moda no Brasil movimenta mais de US$22 bilhões (de produção), com uma participação superior a 4% do PIB.

– país movimentou 7,59 bilhões de dólares no mercado de luxo em 2010, o que representa 1% do total mundial. Estima-se que até 2025 o Brasil represente 6% da movimentação do mercado de luxo no mundo.

– 9 bilhões de peças de confecção produzidas por ano.

O Consumo no mercado de moda cresce em 2011

9 fev

O consumo de moda no País deve alcançar R$ 136 bilhões neste ano e a classe B será a maior responsável por ele, representando 42% desse total. Ao todo, esse segmento da população deve gastar R$ 56,3 bilhões com roupas e acessórios em 2011.
Os dados são da pesquisa do Ibope Inteligência que constatou uma participação significativa da classe C no consumo desse segmento, embora ela não tenha conseguido superar a classe B. Para este ano, espera-se que os consumidores da classe média gastem R$ 52,4 bilhões com moda – 38,6% do total esperado.
Já a classe A, que representa segundo o Critério Brasil apenas 2,5% dos domicílios brasileiros, e um dos segmentos mais desejados pelo varejo de moda, deve gastar R$ 18,1 bilhões neste ano – o que representa 13,3% do consumo de moda esperado para 2011.
Considerando as classes menos abastadas, o Ibope identificou uma participação de 6,5% no consumo de moda para este ano. Ao todo, as classes D e E devem gastar R$ 8,8 bilhões com esse roupas e acessórios, sendo que parte desse montante deve ser absorvido pelo comércio informal.
Consumo por segmento
Dentre os itens do varejo de moda, a pesquisa mostra que os consumidores devem gastar mais com vestuário feminimo, masculino e infantil neste ano. Ao todo, esses itens devem movimentar R$ 95 bilhões neste ano.
Considerando gasto médio dos brasileiros com esses itens, ele deve alcançar os R$ 492 este ano, de acordo com a pesquisa. Já o gasto médio com produtos do segmento de calçados e acessórios, incluindo bolsas, malas e outros, deve alcançar os R$ 210.
Ao todo, o potencial de consumo projeto para teste ano com esse segmento deve alcançar os R$ 40,6 bilhões. Em média, cada brasileiro deve gastar R$ 702 com moda em 2011.
Liquidações
As tradicionais liquidações de fevereiro dos shopping centers aquecem o mercado de moda. E os consumidores devem encontrarão produtos com descontos de até 70% de desconto.
Com isso, os lojistas estimam que as vendas apresentem crescimento de 13%, frente ao mesmo período do ano passado. É o que revela um levantamento realizado pela Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping).
Na comparação com 2009, o fluxo de consumidores deve crescer 18%.

Fonte: Correio do Estado

Exposição “Gloria Coelho – Linha do tempo”

9 fev


Até 20/03 o Museu da Casa Brasileira, em São Paulo, apresenta uma restrospectiva dos 20 anos de carreira da estilista brasileiras. “Gloria Coelho – Linha do tempo” mostra a trajetória da estilista por meio de 60 looks expostos.Entre os momentos marcantes estão o primeiro showrrom em Paris e a mudança do nome da marca G para Glória Coelho, entre outras As criações da estilista são pautadas pela ousadia. É impossível não reconhecer ou ficar indiferente as suas criações., cuja trajetória se destaca na transformação e reconhecimento atual da moda brasileira, com curadoria da própria designer e de Ana Lúcia Castro,fotos de nomes como Bob Wolfenson e Paulo Vainer, além de textos de Regina Guerreiro, Lilian Pacce, Regina Martinelli e Flavia Lafer. Na abertura da exposição a Editora Alles Trade lançará o livro “Gloria Coelho”.

Abertura: 3/2/11, às 19h30
Visitação: até 20/3/11
Local: Museu da Casa Brasileira
Av: Brigadeiro Faria Lima, 2705 – São Paulo, SP
Tel: (011)3032-3727 / 3032-2564
Visitas orientadas: 3032-2564/agendamento@mcb.org.br
Horário de funcionamento: terça a domingo das 10h as 18 h.
Estacionamento: R$ 12,00 no dia da abertura; de terça a sábado, até 30 min., grátis; até 2 horas, R$ 8,00, demais horas, R$ 2,00; domingo: preço único, R$ 12,00.
Patrocínio: Casa Electrolux, EMS Pharma e Le Lis Blanc
Site: http://www.mcb.sp.gov.br